Sobre mim

Foto Perfil_Sobre“Dizem” que é fundamental ter uma secção “Sobre”, onde se mostra o rosto e a história de quem está por trás e à frente de um projecto. Esta é a minha tentativa.

Chamo-me Ana Torradinhas e nasci em 1980, em Oeiras, numa altura em que a Amadora ainda pertencia a este concelho. Sou filha de um alentejano (como se nota pelo apelido) e de uma amadorense de gema, e cresci na Amadora. Desde há muito que tenho saudades do campo onde nunca vivi. De há uns anos para cá, cheguei à conclusão que esta não era apenas uma fantasia de criança, e hoje alimento o sonho de me mudar para o campo, para uma vida mais próxima da Natureza e menos artificial, que me permita viver com mais sentido, e contribuir para um mundo também com mais sentido, mesmo que de forma muito simples. Mas tenho muitas outras vontades, entre elas o de ter um dia-a-dia mais criativo, onde eu seja mais dona do meu tempo e tenha espaço para dar asas à imaginação.

Depois de um percurso escolar e académico bastante comum, rodeada de livros, o que ficou foi sobretudo o prazer da aprendizagem e da descoberta, e esse é um gosto que tenho e quero manter até ser bem velhinha. Gradualmente, fui descobrindo outras coisas de que gosto muito, todas relacionadas com criatividade e/ou com manualidades. Fotografia, escrita, trabalhos manuais, origami, lavores, caligrafia, são apenas algumas das coisas que adoro, e há muitas mais que gostaria de experimentar e desenvolver.

Ao mesmo tempo que trabalho a tempo inteiro como assistente de marketing, numa empresa de distribuição de relógios (desde finais de 2006), tento arranjar tempo e energia para criar o meu próprio negócio. Algo que seja uma extensão de mim própria, que seja “a minha cara”, e que me permita fazer mais do que gosto e ter um rendimento extra para ir dando forma ao sonho de viver no campo e de, até lá, ter um dia-a-dia mais de acordo com a minha forma de ser e estar e pensar. Como adoro aprender e pôr um pouco de mim em tudo o que faço, os anos de trabalho “por conta de outrém” têm-me permitido desenvolver competências e conhecimentos de forma autodidacta em áreas muito diferentes. Tenho orgulho, por exemplo, no que sei hoje fazer com o Excel, que é uma ferramenta fenomenal e um mundo de possibilidades à espera de ser desvendado, mas gosto especialmente de tudo o que tenha que ver com escrita e criatividade. É com uma ponta de vaidade que assumo hoje a responsabilidade pelo desenvolvimento dos materiais de comunicação escrita, assim como pela tradução de textos, mais técnicos e menos técnicos. Sou apologista de que todas as experiências que temos são oportunidades para aprender e nos desenvolvermos, e que estes conhecimentos podem e devem ser transpostos para outras dimensões das nossas vidas. E sou apologista de que o conhecimento é para ser partilhado, por isso gosto muito de ensinar o pouco que sei.

Alguns factoides mais ou menos curiosos sobre mim:

  • Adoro comer, sou muito gulosa, e não resisto a chocolate, sobretudo chocolate negro (é um alimento à parte; chocolate branco não é sequer chocolate, para mim);
  • Não funciono bem com calor excessivo, e as minhas estações do ano favoritas são a Primavera e o Outono (embora cada vez se distingam menos, e talvez seja mais correcto dizer que adoro dias de Primavera e dias de Outono);
  • Adoro estar dentro de água, sobretudo no mar e no rio (que tem a vantagem de ser mais fresco, em zonas resguardadas do Sol, e rodeado de verdes de todas as cores);
  • Adoro fotografar coisas pequeninas e grandes, sobretudo na Natureza, e por regra não fotografo pessoas (fico muito constrangida, como se estivesse a invadir o espaço do outro);
  • Fujo a que me tirem fotografias, embora com a idade isto se tenha vindo a esbater, porque vou ganhando consciência que esta é uma das melhores formas de criar auxiliares de memória, e é importante ter umas fotografias decentes para usar em projectos como este do Cenas & Coisas (a que uso aqui é muito atípica, porque raramente uso maquilhagem);
  • Tenho uma pancada com padrões e simetrias, e sempre gostei de puzzles; tenho uma paciência infinita para estas coisas;
  • Sou introvertida e adoro ficar em casa; gosto de estar com pessoas, mas tem que ser com conta, peso e medida, caso contrário facilmente fico esgotada; sou mais de ouvir do que de falar, mas de vez em quando, se o assunto for interessante, pode dar-me uma certa verborreia…;
  • Sou sensível a barulhos altos, e gosto de silêncio e sossego (desde que me lembro que dou saltos de susto de cada vez que o telefone ou a campainha tocam; se alguém toca à campainha mais do que uma vez então, fico com instintos homicidas…);
  • Adoro música, e sou um pouco obsessiva-compulsiva neste campo: sou capaz de ouvir o mesmo álbum ou artista não sei quantas vezes seguidas, durante dias, mas posso ficar bastante tempo sem ouvir nada;
  • Tenho uma certa tendência para a preguiça (tenho tensão baixa, atenção!), mas ando muito rápido, desde praticamente os 10 anos, quando comecei a ir a pé para a escola (a não ser que esteja mesmo em passeio, sem horas marcadas para chegar a lado nenhum; caso contrário, a ideia de andar é ir do ponto A ao ponto B, e quanto mais rápido melhor; como adoro dormir e detesto despertadores, desenvolvi este ritmo de caminhada como forma de compensar atrasos, parece-me…).
Anúncios